Biologia | Comunicação de Ciência

Portfolio

 
A ilustração científica é um tipo de desenho baseado na riqueza e precisão da informação visual. É muito utilizada em desenhos de biologia, medicina e outras áreas do conhecimento, com o objetivo de contornar as limitações que a fotografia por vezes apresenta.
Existem muitas técnicas que se podem aplicar para ilustrar, das mais clássicas com papel e lápis, às mais vanguardistas técnicas de ilustração digital.
 
Conheça algumas das minhas ilustrações. © Todos os direitos reservados.
Tinta-da-china

​​
A tinta-da-china permite efetuar desenhos de diferentes tipos, com múltiplos propósitos. O uso deste material corante, altamente estável, ficou simplificado com o surgimento das “canetas técnicas”, que permitem desenho direto sobre película de poliéster.

Grafite

​​
A grafite é uma técnica clássica incontornável, que permite a ilustração a preto e branco. Adequa-se a praticamente todo o tipo de desenho, desde o arquitetónico ao biológico, por possibilitar a representação das mais diversas formas, nuances e texturas.

Scratchboard

​​
O scratchboard é uma técnica usada para desenhos precisos, com detalhe e textura. A cartolina estucada é raspada com lâminas afiadas ou agulhas, com uma pressão dependente do efeito pretendido. O “estuque” pigmentado é removido, revelando-se a cor oculta, neste caso, o branco.

Lápis-de-cor

​​

Os lápis-de-cor são materiais muito familiares, presentes no quotidiano, desde a infância. Quando devidamente explorados, podem reproduzir efeitos de cor, luz e textura verdadeiramente impressionantes.

No desenho biológico, os lápis-de-cor são particularmente interessantes para a representação de animais de pele nua, como os anfíbios, pois permitem a representação de cores vivas, com gradientes contínuos, e brilhos, tão característicos neste grupo animal.
São também adequados ao desenho de texturas, como as que resultam da presença de penas ou pelo.

Ilustração infantil

 

Nem toda a ilustração do mundo vivo tem de ser científica, ou seja, mantendo o rigor dos traços e o realismo fotográfico dos seres retratados. Aliás, na maior parte das vezes, não o é.
Um contexto em que a ilustração ganha com a imaginação e liberdade criativa é a ilustração infantil.
 

Estes desenhos foram efetuados para a obra Duendes na
Mata do Bussaco
, de Lídia Dias e Milene Matos. As ilustrações finais que constam do livro resultam da fusão da ilustração clássica a lápis de cor com a tecnologia digital, que elegantemente compôs as peças na sua forma final (às mãos da designer Suzanna Matos), mantendo a vibratilidade do tipo de desenho manual.

 

Milene Matos

PT | EN

Follow me

 

 

 

  • facebook
  • LinkedIn Clean

©

 

©2014 Milene Matos

Todos os direitos reservados.


 

Rã-ibérica

Rana iberica